Sem categoria

Siemens moderniza transporte de combustíveis em Sines

A Siemens foi a parceira escolhida pela CLC – Companhia Logística de Combustíveis, S.A. para o projeto…

Siemens, S.A.
Tel.: +351 214 178 000 · Fax: +351 214 178 044
www.siemens.pt

A Siemens foi a parceira escolhida pela CLC – Companhia Logística de Combustíveis, S.A. para o projeto de modernização industrial da estação de bombagem de combustíveis em Sines. A atualização dos sistemas de transporte de combustíveis de velocidade variável permite que os produtos sejam transportados eficazmente pelo oleoduto multiprodutos, ao longo de 147 km, desde a estação de Sines até ao parque de armazenagem em Aveiras de Cima. Através das soluções que a Siemens instalou é ainda possível controlar, comandar e monitorizar este transporte a partir da sala de controlo, em Aveiras de Cima, para que toda a operação decorra de forma segura e efetiva.

A estação de bombagem de Sines tem um sistema de 3 bombas, 2 com motores de velocidade fixa e uma bomba com motor de velocidade variável. Foi nesta última que a Siemens instalou os equipamentos adequados ao transporte de combustíveis de velocidade variável, como o motor elétrico SIMOTICS HV Series H-compact – o primeiro do género instalado em Portugal, customizado especialmente para esta instalação – o variador de velocidade e o posto de seccionamento. A Siemens instalou ainda um sistema de climatização na sala elétrica e fez a atualização do sistema SCADA existente para gerar alarmes, relatórios diversos e toda a informação necessária para que a operação seja feita de forma eficaz, segura e eficiente.

António Mira, Diretor para a Indústria da Siemens Portugal, afirma: “As nossas soluções tecnológicas contribuem para tornar as empresas industriais mais produtivas e rentáveis. Neste projecto, graças à instalação desta nova bomba de transferência de combustíveis, foi possível aumentar a disponibilidade dos equipamentos, bem como a sua eficiência energética e operacional. Desta forma, os combustíveis estão a chegar ainda mais rapidamente aos seus destinos finais.” Já para José Eduardo Nunes, Administrador-Delegado da CLC, “este projeto constitui um avanço tecnológico nas infraestruturas da empresa, permitindo melhorar a fiabilidade das operações, otimizar o seu funcionamento e captar poupanças significativas nos custos energéticos da CLC”.

Download – Última edição

(Irá receber um email com o link de download.)

×