Revista Manutenção

FESTO Tech Talk:

FESTO Tech Talk: 2023 é o ano das inovações ecológicas

A 23 de março, decorreu o FESTO Tech Talk, um evento online da empresa alemã, onde se falou sobre inovação ecológica, sustentabilidade, biomassa e a participação na Hannover Messe.

Na manhã da penúltima quarta-feira de março, a revista ‘Manutenção’ foi recebida virtualmente por Carmen Hentschel, a moderadora da FESTO Tech Talk. Ao longo de cerca de 2 horas, os espectadores
viram 5 caras diferentes, que ao serem conduzidas por Carmen Hentschel apresentaram os pontos-chave do evento online, desde as inovações ecológicas e a poupança de energia, à automação da agricultura e à potencialidade escondida da biomassa.

O primeiro a falar foi Christian Österle. O Diretor de Comunicação Corporativa e Sustentabilidade da FESTO trouxe à conversa “um dos aspetos centrais” nas iniciativas sustentáveis da empresa: o tópico da inovação ecológica. “Acreditamos que não há nenhum crescimento sem a proteção da natureza”, começou por dizer. Este ano, o tema da Hannover Messe foi “Fazer a diferença” e, para o Diretor, a FESTO está a fazê-lo através das suas soluções de mercado amigas do ambiente.

No entanto, o que significa a inovação tecnológica para a FESTO? “O tópico da sustentabilidade é cada vez mais importante para nós. Vemo-nos responsáveis pela cadeia de valor completa, tanto de produtos como de serviços. Estamo-nos a focar na proteção do ambiente e do clima, especialmente na redução do CO2”, confessou Christian Österle.

A verdade é que, desde 2023, a FESTO tem todos os seus edifícios na Alemanha e os centros de produção e logística espalhados pelo mundo neutro em emissões CO2, no que toca ao scope 1 e 2. Segundo o Diretor de Comunicação Corporativa, fizeram-no utilizando energias verdes e investindo bastante em sistemas fotovoltaicos. O scope 3, que se refere aos clientes que utilizam os produtos da marca, é o próximo passo. Para isso estão “a reduzir o peso dos produtos e a melhorar o transporte”, explicou. O grande objetivo é que, até 2026, todo o grupo da FESTO seja neutro, sem descurar a poupança de energia e o reequipamento da tecnologia “de aquecimento para reduzir continuamente a necessidade de compensação”. Contudo, há uma pergunta que Christian Österle continua a fazer constantemente: onde é que a tecnologia de automação pode potenciar a sustentabilidade? Segundo o Diretor, esta questão é sempre analisada de 2 pontos de vista: produto e mercado. “Como se pode fazer X produto mais sustentável? Tal pode ser conseguido através da construção de modelos mais leves, por exemplo. Quando olhamos para o mercado, seja tecnologias ou aplicações que estão a aparecer, perguntamo-nos como é que os nossos produtos que já existem podem contribuir. É aqui que o tópico do biorreator aparece, por exemplo”, explicou, abrindo caminho para a dupla que se seguiu.

por Sara Lopes

Para ler o artigo completo faça a subscrição da revista e obtenha gratuitamente o link de download da revista “Manutenção” nº156/157. Pode também solicitar apenas este artigo através do emaila.pereira@cie-comunicacao.pt

Translate »