Omicron

Maior eficiência durante o teste de comissionamento de subestação com a Omicron

O sistema de automação de subestação (SAS) da IEC 61850 tornou-se numa parte essencial das subestações.

Como um recurso de infraestrutura crítico, ele precisa de um fluxo constante de patches e atualizações de segurança. Por isso, o teste deve ser executado para garantir que todos os dispositivos e o próprio sistema funcionam conforme necessário.

O esforço de testar um sistema de proteção em comparação com um sistema de controle e automação difere muito. O sistema de automação de subestação fica para trás nesse aspeto. A complexidade cada vez maior da estrutura e a quantidade de sinais transmitidos estão entre as principais causas.

No entanto, o processo de engenharia da IEC 61850 e os dados disponíveis nos arquivos SCD (descrição da configuração da subestação) possibilitam novos métodos de teste que tornam o comissionamento e os testes de aceitação de fábrica mais rápidos e muito mais eficientes.

A OMICRON desenvolveu o sistema de teste StationScout especificamente para isso. Ele simplifica e acelera o teste para a tecnologia de automação e controle em sistemas de automação da IEC 61850 e abrange todo o ciclo de vida de um sistema de automação de subestação. O software é fácil de operar, e o hardware eficiente MBX1 (móvel) ou o RBX1 (montado em rack) oferecem uma conexão segura à rede da estação, dando insights incomparáveis sobre a comunicação GOOSE e o relatório MMS. Como o sistema de automação de subestação geralmente é organizado em várias redes ao mesmo tempo, o MBX1 possui 4 interfaces Ethernet para conexão e análise, enquanto o RBX1 oferece 8 interfaces Ethernet. Adicionalmente, ambos possuem interfaces separadas para um controlo local ou remoto do equipamento de teste.

A licença Smart Overview, lançada em 2018, permite que os sinais sejam rastreados no sistema de automação de subestação e deteta quaisquer problemas de inscrição e publicação GOOSE. Ela também permite que intertravamentos sejam testados manualmente e simulem componentes individuais ou todo o sistema de automação de subestação. Isso economiza muito tempo ao testar o gateway de protocolo ou as configurações RTU.

Licença de comissionamento acelera o teste

O pacote de comissionamento simplifica muito o teste de um sistema de automação de subestação. Ele identifica automaticamente os sinais usados no sistema de automação de subestação ou comunicados para o control center, além de permitir que listas de sinais sejam importadas de folhas de cálculo. Quem testa pode criar uma lista de observação para filtrar sinais individuais, a fim de se concentrar nas informações relevantes para um teste. Isto torna a resolução de erros de comunicação e lógica muito mais rápida e fácil.

Cada caso de teste pode ser descrito passo a passo para evitar danos acidentais no equipamento durante o teste. Além disso, para cada caso de teste é possível definir antecipadamente quais são os sinais necessários para avaliar o resultado. Por exemplo, para a travagem de uma comutação de carga, o comutador não pode ser operado sob carga e, portanto, os sinais correspondentes devem ser traçados.

Uma vez criados, os planos e os resultados de teste podem ser impressos e duplicados para serem reutilizados noutros alimentadores. Portanto, quaisquer testes que já tenham sido executados podem ser repetidos de forma rápida e fácil. Isso economiza muito tempo, especialmente quando os testes devem ser realizados frequentemente, devido aos diversos patches de segurança e atualizações de firmware que são lançados.

O StationScout também facilita a documentação de todos os testes executados, incluindo casos e etapas de teste, para além de oferecer novas visões gerais para esse propósito. Ele funciona com qualquer topologia de redes e é a ferramenta ideal para teste HMI e SCADA.

Thomas Schossig
Gestor de produto na OMICRON electronics
OMICRON Technologies España, S.L.
Tel.: +34 916 524 280 · Fax: +34 916 536 165
www.omicron.at

Translate »