Maximizar a fiabilidade e segurança da rede elétrica através dos serviços digitais

Na última década, a transição energética e a revolução digital têm vindo a impor novos desafios às redes de distribuição elétrica…

Angel Silos
Business Developer Energy Field Services
Schneider Electric

Na última década, a transição energética e a revolução digital têm vindo a impor novos desafios às redes de distribuição elétrica. Contribuir para a segurança e estabilidade do sistema, proporcionar dados de energia aos utilizadores e facilitar a integração das energias renováveis e do veículo elétrico são alguns dos mais importantes e permitem-nos compreender a dimensão da sua criticidade.

Abordar estes reptos implica modernizar as infraestruturas e garantir o rendimento operacional da rede. Para isso, será imprescindível otimizar o ciclo de vida dos ativos e as intervenções de campo, implementar a monitorização do sistema e melhorar, por um lado, a qualidade do fornecimento, e por outro a fiabilidade da rede. A base para conseguir estes objetivos passa pela digitalização dos ativos como primeira pedra para constituir os serviços digitais, acompanhados por ferramentas de suporte remoto e realidade aumentada.

Graças aos serviços digitais, pudemos passar da tradicional manutenção corretiva – que procurava solucionar problemas pontuais e implicava a paragem de parte do sistema de distribuição – para uma manutenção preditiva e prescritiva, que permite às empresas elétricas dedicarem-se a investir de forma a manterem os níveis de fiabilidade e melhorarem a qualidade do seu fornecimento.

A digitalização dos ativos elétricos, tanto para o setor industrial como para as empresas elétricas, passa por um processo de “sensorização” que, graças aos desenvolvimentos da IoT ao longo da última década, permite recolher informação ambiental (temperatura e humidade), temperatura pontual em barramentos e as variáveis elétricas da instalação, que já se recolhiam desde há algum tempo. Esta informação pode ser gerida de forma estatística, através de uma plataforma cloud à qual podem aceder tanto a empresa elétrica como o gestor do serviço digital. Este último monitoriza e analisa as variáveis e oferece aos utilizadores uma visão holística da instalação. Para além disso, os serviços digitais gerem os alarmes diretos e oferecem apoio 24/7, alertando para os incidentes detetados juntamente com suporte remoto, o que melhora os tempos de resposta.

Esta abordagem melhora de forma significativa a manutenção das instalações, pois o cruzamento de variáveis permite identificar pontos de melhoria que auxiliem a empresa elétrica na tomada de decisões sobre futuros investimentos e o seu plano de manutenção. É, ainda, importante destacar que a resposta dos serviços digitais é condicionada por algoritmos implementados com Inteligência Artificial e pelo know how das pessoas que os trabalham.

Não podemos esquecer que o serviço digital influencia positivamente o ecossistema formado pela empresa elétrica, facility managers e gestor dos serviços digitais, permitindo-lhes colaborar para minimizar os custos globais de manutenção e estabelecer uma cultura de auditoria contínua nas instalações.

Download – Última edição

(Irá receber um email com o link de download.)

×