tecnologias

As 4 novas tecnologias da Indústria 4.0 que talvez ainda não conhece

Já muito se falou sobre a Indústria 4.0. sabe quais são as novas tecnologias das quais se poderá falar nos próximos tempos?

Já muito se falou sobre a Indústria 4.0. De benefícios a exemplos práticos, a web está repleta de informações sobre como as tecnologias da Quarta Revolução Industrial está a mudar a indústria que conhecemos até agora.

No entanto, o progresso ocorre de uma forma tão rápida que surgem a cada momento novidades no setor. Isso dificulta saber quais são as novas tecnologias das quais se poderá falar nos próximos tempos.

Do Edge Computing ao 5G industrial, aqui está um resumo das 4 inovações para a Indústria 4.0 que certamente não conhece:

Edge Computing

Edge Computing é uma tecnologia capaz de processar, analisar e fornecer soluções baseadas em dados recolhidos pelos dispositivos IoT em poucos segundos.

Quais são as principais vantagens do Edge Computing?

  • Análise de dados em tempo real;
  • Reduzir as latências;
  • Consumo menos largura de banda;
  • Poupança de tempo e dinheiro.

A maioria dos especialistas afirma que se trata de uma das grandes revoluções digitais e não faltam motivos para tal. O Edge Computing oferece o que até agora a cloud não foi capaz de alcançar: servidores que podem analisar dados em massa de fábricas inteligentes, redes de abastecimento ou sistemas de transporte sem tempo de espera e que podem tomar decisões de forma imediata se algo acontecer.

Gémeo Digital

Em poucas palavras, é um modelo virtual de um processo, produto ou serviço através da informação obtida de sensores ou automatismos. Isso permite a análise inteligente de dados e a monitorização do sistema para diferentes finalidades: evitar problemas antes que ocorram, prevenir tempo de inatividade, desenvolver novas oportunidades de negócios, entre outros.

Hoje em dia, essa fusão entre o mundo físico e o virtual melhora a flexibilidade e aumenta a produtividade em cerca de 20%, permitindo que empresas de todas as dimensões atendam à procura e sejam mais competitivas.

Impressão 3D

A Impressão 3D está a mudar a maneira como a maioria dos bens de consumo são elaborados. Produtos que antes exigiam semanas ou meses para serem desenhados e fabricados, agora podem ser colocados no mercado numa questão de dias. Esta é uma grande poupança de tempo e custos para qualquer indústria manufatureira.

Por exemplo, a Impressão 3D revolucionou a indústria da pintura. A Dulux Group é o maior fabricante de tintas da Austrália. Na construção da sua nova fábrica, aplicou os princípios de manufatura avançada e concentrou-se na digitalização abrangente de todos os processos. Dessa forma, é possível fabricar tintas de forma económica, desde uma unidade ou volumes de produção em massa.

Portanto, encontrou na Impressão 3D o suporte de que precisa para oferecer um produto quase perfeito e personalizado aos seus clientes.

Se considerarmos a produção em pequena escala, o processo de fabrico agora é oito vezes mais rápido do que antes. Isso traduz-se numa redução da conta elétrica 25% no consumo de energia e, portanto, se é capaz de responder mais rapidamente à procura do mercado sem ter que desperdiçar matéria-prima.

Comunicação 5G

5G é o novo padrão de comunicação que permite navegar até 100 vezes mais rápido e reduz a latência para menos de um milésimo de segundo, sem depender de outros dispositivos estarem ou não conetados ao mesmo tempo à internet fixa.

Com esta e outras tecnologias começa um mundo de oportunidades para empresas e cidadãos, pois permite o desembarque de novas soluções que até há poucos anos não podíamos imaginar.

No caso do setor industrial, a chegada da 5G industrial permite a interligação de máquinas, objetos e dispositivos, oferecendo altos níveis de desempenho e eficiência. Ou seja, a quinta geração da tecnologia de comunicação sem fio multiplica as possibilidades de produção e manutenção industrial e logística do setor.

Selectra Portugal
www.selectra.pt