4 razões pelas quais os edifícios precisam de ser reequipados para atingirem emissões zero

4 razões pelas quais os edifícios precisam de ser reequipados para atingirem emissões zero

Os proprietários e operadores de edifícios reconhecem o desafio que é cumprir os objetivos de sustentabilidade atuais, especialmente nos imóveis existentes – muitos dos quais são antigos e estima-se que ainda estarão em uso em 2050. A crise energética global aumenta a urgência de os edifícios reduzirem o seu consumo de energia, os seus custos energéticos e a dependência dos combustíveis fósseis.

Os gestores de manutenção, ou gestores de instalações, responsáveis pelas operações dos edifícios, são os elementos-chave para liderar esta viagem rumo à descarbonização. Assim, eles precisam de compreender urgentemente por que é que é crucial para o planeta que descarbonizemos os edifícios existentes, bem como os resultados comerciais positivos que daí advirão.

Contar com um roadmap e as soluções adequadas em vigor vai, sem dúvida, ajudá-los a acelerar esta viagem.

Os gestores de instalações e de operações têm de acelerar os retrofits e a descarbonização

Eis as pressões e oportunidades que estão a acelerar esta necessidade de melhorar a sustentabilidade dos edifícios existentes:

  1. Cumprir novas normas e regulamentos. O cumprimento destas normas já fazia parte do quotidiano, mas, agora, com 75% dos países empenhados em atingir o net-zero até 2050, estão a ser introduzidas novas normas e regulamentos de construção sustentável, tanto a nível europeu como local – alguns obrigatórios, e outros apenas recomendados. No caso da Europa, falamos da diretiva relativa ao desempenho energético dos edifícios, que será revista no segundo semestre do ano.
  2. Reduzir a fatura energética. Nos últimos meses, a Europa tem registado aumentos extremos nos preços da energia. Esta elevada volatilidade tem um grande impacto nos resultados. As coimas e sanções são outro elemento a considerar. Por exemplo, em Nova Iorque já estão a ser aplicadas multas se os limites de emissões forem ultrapassados. O retrofit sustentável vai mais além do que ajudar a descarbonizar as instalações. Ele permite otimizar e reduzir a fatura energética, protegendo simultaneamente de potenciais multas e ou sanções. Em muitos casos, os custos associados à modernização são elegíveis para subvenções e subsídios dos fundos “Next Generation EU”.

Óscar Fernández,
Digital Buildings Sales & Marketing Manager Iberia,
Schneider Electric

Para ler o artigo completo faça a subscrição da revista e obtenha gratuitamente o link de download da revista “Manutenção” nº158. Pode também solicitar apenas este artigo através do email[email protected]

Artigo sobre 4 razões pelas quais os edifícios precisam de ser reequipados para atingirem emissões zero

Translate »