Como serão os edifícios do futuro?

Como serão os edifícios do futuro?

1500 profissionais assistiram à Innovation Talk: Buildings of the Future da Schneider Electric, no passado dia 26 de outubro.

1500 profissionais assistiram à Innovation Talk: Buildings of the Future da Schneider Electric, no passado dia 26 de outubro, onde foi apresentada a visão da empresa relativamente aos edifícios do futuro. Foram apresentadas soluções para espaços mais sustentáveis, resilientes, hiper eficientes e centrados nas pessoas, como é exemplo a gama de quadros PrismaSeT para baixa tensão, o sensor PowerLogic™ HeatTag que previne incêndios e o disjuntor automático ComPacT com novas capacidades de comunicação e monitorização.

Os edifícios consomem cerca de 30% da energia mundial e representam quase 40% das emissões globais de gases com efeito de estufa, por isso é urgente torná-los mais sustentáveis. A somar a isso, e do lado dos proprietários também é premente haver uma redução de custos e uma melhoria na produtividade através de uma melhor gestão dos espaços, da eficiência operacional e da experiência dos ocupantes. Jordi García, Digital Energy & Power Products VP da Schneider Electric ditou que “um edifício não é apenas um espaço onde trabalhamos ou vivemos: deve ser sustentável, resiliente, híper eficiente e centrado nas pessoas. Para tal, devem contar com dois elementos fundamentais: por um lado, tecnologias abertas e plataformas de software que garantam a continuidade digital ao longo de todo o ciclo de vida do edifício; e por outro, com sistemas que permitam unificar todas as operações, unindo de forma integrada o conforto, a gestão da energia e dos espaços.”

Schneider Electric Portugal
Tel.: +351 217 507 100 · Fax: +351 217 507 101
[email protected] · www.se.com/pt

Translate »