Revista Manutenção

Gestão de Ativos e manutenção

Gestão de Ativos e manutenção

Especialista em acreditação de organismos de certificação de Sistemas de Gestão da Qualidade/Ambiental, referentes a Produção e Transporte de Eletricidade – INMETRO, 2018.

A Gestão de Ativos é definida como sendo as atividades e práticas executadas de maneira sistemática e coordenada, através das quais uma organização otimiza e gerencia seus ativos e sistemas ativos, seu desempenho, seus riscos e custos ao longo do ciclo de vida, objetivando a estratégia organizacional.

As Normas ISO 55000, ISO 55001 e ISO 55002 são as referências para a Gestão de Ativos Físicos: ISO 55000 – Asset Management – Overview, Principles and Terminology; ISO 55001 – Asset Management – Management Systems – Requirements; ISO 55002 – Asset Management – Management Systems – Guidelines for the application of ISO 55001.

Em 2014, apenas alguns dias após a publicação das normas internacionais ISO 55000, ISO 55001 e ISO 55002, foram publicadas as Normas Brasileiras de série ABNT NBR 55000.

A Norma ABNT NBR ISO 55001 (Sistemas de Gestão – Requisitos) possui exatamente o mesmo conteúdo da ISO 55001, adequada a realidade brasileira através das notas brasileiras inseridas no texto. Esta norma apresenta os requisitos de um sistema de gestão para a gestão de ativos e está relacionada com a Norma ABNT NBR ISO 55000 (Gestão de Ativos – Visão geral, princípios e terminologia) e com a Norma ABNT NBR ISO 55002 (Gestão de Ativos – Sistema de Gestão – Diretrizes para aplicação da ABNT NBR ISO 55001), que apresenta a orientação sobre como interpretar a ABNT NBR ISO 55001, dentro de um ambiente especifico ou em determinados tipos de ativos.

Praticar a gestão de ativos, de acordo com as recomendações destas normas, significa ter um padrão internacional para obter valor considerando o equilíbrio entre o desempenho dos ativos, os custos envolvidos e os riscos associados ao processo produtivo.

gestao ativos desempenho custos
Figura 1. Gestão de Ativos – Desempenho x Custo x Risco.

Na preparação das Normas série ABNT NBR ISO 5500x foi assumido que as execuções das suas prescrições serão entregues a pessoas experientes e apropriadamente qualificadas e por isso não especifica “como e o que fazer” para cumprir os requisitos.

Este artigo tem por objetivo apresentar como e o que fazer para a estruturação de planos de Gestão de Ativos, aplicáveis a área de manutenção e que cumpram os requisitos da NBR ISO 55001; tendo em vista que, no caso de empresas cujo negócio está fundamentado na operação de ativos físicos, as Normas ABNT série NBR ISO 55000 trazem uma inovação quanto a vida do ativo, não mais limitada no período entre aquisição e descarte, mas compreendida desde a especificação do ativo até às responsabilidades pós descomissionamento.

Gestão de Ativos e manutenção
Figura 2. Ciclo de vida dos ativos.

A gestão do ciclo de vida dos ativos requer a aplicação de critérios técnicos e económicos para a tomada de decisões e auxilia as empresas a definirem o momento certo para o descarte do ativo e como deve ser feito este descarte de forma a minimizar os impactos ambientais associados.

analise ciclo gestao ativos
Figura 3. Análise econômica do ciclo de vida dos ativos.

Sistema de gestão de ativos

Um sistema de gestão tem a função de estabelecer a política e os objetivos da gestão de ativos e é um subconjunto da gestão de ativos.

A criação de um sistema de gestão de ativos é normalmente multifuncional e precisa de considerar o ciclo de vida dos ativos, gerando a necessidade de tratar questões de integração funcional da organização.

Valéria Simões de Marco
Engenheira Eletricista
Certified Reliability Professional – CRP Reliasoft do Brasil – 2013

Para ler o artigo completo faça a subscrição da revista e obtenha gratuitamente o link de download da revista “Manutenção” nº149. Pode também solicitar apenas este artigo através do emaila.pereira@cie-comunicacao.pt

Outros artigos relacionados

Translate »