Logística e Gestão de Ativos

Dossier sobre Logística e Gestão de Ativos

Uma Gestão de Ativos correta e bem delineada é essencial para o crescimento de qualquer empresa.

O presente Dossier aborda 2 atividades que são de grande importância para a Manutenção e respetiva organização, numa altura de forte pressão para que as empresas se tornem mais produtivas a um custo cada vez mais reduzido.

No seu dia-a-dia estão interligados e o sucesso de ambas depende:

  • Da definição da política de atuação de cada uma,
  • Do controlo e
  • Da análise dos resultados obtidos.

Ambos os conceitos têm muita influência não só na Gestão da Manutenção, mas também na Gestão da empresa, a saber:

a) Na Logística devem ser definidos os métodos e os meios para responder às solicitações dos mercados, no local e data estabelecidas (gestão de fluxo de cada produto):

  • a Gestão dos Stocks,
  • os Custos com a Armazenagem,
  • custos com o Transporte,
  • a Rede de Distribuição,
  • e os Recursos Humanos,

são pontos a ter em consideração na definição da resposta que deve ser dada a cada um dos pedidos, tendo em atenção o custo (o menor possível) para maximizar os proveitos.

Outro ponto que deve ser previsto é a Transformação Digital na Logística – implementação de tecnologias na empresa (automatização de processos).

b) Um Ativo é entendido como todo e qualquer bem sobre o qual a empresa / organização pode ter controle.

Entende-se Gestão de Ativos (bens corpóreos e incorpóreos – o património) como o conjunto de ações e atividades destinadas a extrair o máximo de valor dos bens de uma empresa. Acompanha todas as “fases de seu ciclo de vida” até o momento em que esse ativo deixa de fazer parte do controle da empresa.

A importância dessa “filosofia” consiste em:

  • evitar desperdiçar esses ativos,
  • não perder dinheiro,
  • ou deixar de ganhá-lo por uso incorreto desses componentes.

As vantagens de uma Gestão Eficiente de Ativos são:

  • Aumento da Produtividade,
  • Redução dos Custos,
  • Organização da empresa.

A utilização de tecnologia (programas informáticos) ajuda imenso o controlo/necessidades da intervenção da Manutenção. Uma Gestão de Ativos correta e bem delineada é essencial para o crescimento de qualquer empresa.

O Responsável da Manutenção deverá estar preparado para executar as tarefas atrás referidas, dando resposta às solicitações do mercado em que estiver inserido. Para tal, deverá:

  • atender às diversas normas legais existentes
  • codificar cada um dos Ativos;
  • definir objetivos, em ligação com os vários “interlocutores” de cada instalação;
  • planear as várias ações de manutenção, também em coordenação com os fabricantes/ fornecedores;
  • dispor de um sistema informático para elaboração dos vários tipos de análises, com a contabilização dos custos das intervenções propostas;
  • formar os vários atores de cada instalação.

Raúl Dória

O dossier Logística e Gestão de Ativos é composto pelos seguintes artigos:

  • A gestão de ativos e o papel da normalização em Portugal
    • Nuno Almeida, Daniel Gaspar, José Sobral, Helena Alegre, Rita Brito, Mário Ribeiro, Lígia Bandeira Ramos, Hugo Patrício, Ana Luísa Cabrita, Paulo Barreto, Eduardo Ganilho, Cátia Neves, Pedro Ramalho, Marta Duarte, Diana Reguenga, Pedro Aguiar Costa, João Clara – Comissão Técnica CT 204 – Gestão de Ativos (ONS/APMI)
  • Indicadores, manutenção e controlo de qualidade na gestão da produção (1.ª Parte)
  • Oito estratégias para aumentar a rentabilidade através da gestão integrada de energia e automação de processos
  • Gestão de Ativos e manutenção
    • Valéria Simões de Marco

Para ler o dossier completo faça o download gratuito da revista “Manutenção” nº149. Verifique o seu email após o download. Pode também solicitar apenas este dossier através do email: a.pereira@cie-comunicacao.pt

Dossier sobre Logística e Gestão de ativos

      Selecione as sua(s) área(s) de interesse

      Utilize a tecla Ctrl para selecionar mais que uma opção

    Outros artigos relacionados

    Translate »