Segurança

A Segurança na Manutenção

Em todas as atividades (comercial, transporte, formação, e outras) está sempre presente o tema segurança…

Em todas as atividades (comercial, transporte, formação, e outras) está sempre presente o tema segurança, apesar de não ser muito referido nem debatido. A área da Manutenção não é exceção.

Atualmente, os diversos tipos de equipamentos e as instalações (“ facilities”) onde são colocados, apresentam um grau de desenvolvimento tecnológico (e complexidade) que exige um olhar mais cuidado e pormenorizado sobre
o modo de utilização e rentabilização dos investimentos efetuados, o que faz com que sejam impostas regras de utilização e de segurança.

No que diz respeito à Manutenção, a sua principal função é garantir a
total disponibilidade (fiabilidade) dos equipamentos e respetivas instalações, para que o fluxo produtivo possa responder às diversas solicitações do mercado onde a empresa está inserida. Algumas vezes a segurança é negligenciada (e substituída pela rapidez de resposta – no final falamos …) para que os prazos de entrega sejam cumpridos.

Dada a sua diversidade, as atividades e os locais de trabalho, a Manutenção
deve ter bastante atenção no princípio da segurança das pessoas e bens; os
seus elementos devem ter formação técnica em segurança para evitar acidentes que, como sabemos, podem ser evitados (com exceção dos provocados pela natureza).

Os trabalhadores que desempenham atividades de manutenção estão sujeitos a trabalhos:

a) em que poderão contactar com a legionela (por exemplo);
b) em locais com ruídos que poderão provocar lesões na audição;
c) em condições climatéricas adversas (frio, calor, ventos);
d) em locais que podem causar problemas respiratórios;
e) em contacto com substâncias perigosas;
f) em espaços bastante reduzidos;
g) onde poderão cair peças ou ferramentas sobre o local da intervenção;

Uma atividade da Manutenção deve ter início com:

  • a) a avaliação e identificação dos riscos existentes em cada intervenção:
    1. tempo necessário para a execução da mesma,
    2. número de técnicos envolvidos na intervenção,
    3. consequência para a envolvência do local da intervenção (pessoas, espaço e equipamentos);
  • b) acessos e disponibilização de meios de evacuação do local;
  • c) qualificações (formação) dos técnicos que irão intervir;
  • d) equipamentos e ferramentas necessárias;
  • e) métodos e equipamentos de segurança necessários.

No final da intervenção é importante:

a) verificar se os trabalhos foram realizados em ambiente seguro (se as práticas previstas estavam corretas);
b) verificar se o equipamento utilizado foi o adequado;
c) verificar se o trabalho executado teve o resultado que se previa;
d) se o local da intervenção foi limpo;
e) elaborar um relatório com as conclusões e sugestões para a intervenção seguinte.

É uma área em constante evolução, pelo que os técnicos da manutenção devem ter formação para que possam efetuar os trabalhos em ótimas condições e sem registo de qualquer acidente.

Aconselho uma visita ao website http:// osha.europa.eu/en/topics/maintenance.

Raúl Dória

O dossier A Segurança na Manutenção é composto pelos seguintes artigos:

Para ler o dossier completo faça o download gratuito da revista “Manutenção” nº126. Verifique o seu email após o download. Pode também solicitar apenas este dossier através do emaila.pereira@cie-comunicacao.pt

artigo

      Selecione as sua(s) área(s) de interesse

      Utilize a tecla Ctrl para selecionar mais que uma opção

      De acordo com o novo Regulamento Geral de Proteção de Dados, ao registar-se, receberá regularmente informações nossas, seja sobre os nossos serviços e produtos, promoções, newsletters, revistas digitais dicas de como tirar maior partido das ferramentas que disponibilizamos e ainda se habilita a participar em eventos que vamos organizando ao longo do ano.

    Outros artigos relacionados

    Translate »