Revista Manutenção

ECAD a partir da nuvem

ECAD a partir da nuvem: experiências iniciais com o EPLAN eBUILD

A utilização do EPLAN eBUILD permite aos projetistas elétricos colher os benefícios da engenharia baseada na nuvem. Isto inclui o facto de todos os envolvidos num projeto estarem sempre a trabalhar com a versão mais recente dos esquemas. Isto também simplifica a comunicação com os colegas próximos, bem como com os colegas de trabalho que instalam sistemas em todo o mundo. A empresa Pixargus, em Würselen, na Alemanha, foi uma das primeiras utilizadoras da solução de nuvem do EPLAN, e ficou completamente rendida.

Na mitologia grega, o gigante Argus tinha cem olhos, dos quais apenas dois estavam sempre a dormir ao mesmo tempo. Isto faz dele um bom epónimo para a empresa Pixargus. A empresa, fundada em 1999 a partir do famoso Instituto de Processamento de Plástico da Universidade RWTH de Aachen, é especialista em tarefas desafiantes de processamento de imagem e, tem sido desde a época em que a “visão mecânica” ainda era território desconhecido, uma pioneira neste campo.

Mais especificamente, a empresa concebe e fabrica sistemas para a inspeção em linha de materiais contínuos e redondos, tais como perfis extrudidos, mangueiras, cabos e produtos em tiras fabricados a partir de uma grande variedade de materiais. O co-fundador e diretor-geral René Beaujean afirma: “Os nossos sistemas registam principalmente a qualidade da superfície ou as dimensões do material inspecionado e fazem-no a muito alta resolução e a muito alta velocidade”. Com esta especialização central, a Pixargus é bem sucedida globalmente como campeã oculta do controlo de qualidade em linha ótica.

Tornar o trabalho mais fácil para os engenheiros de design

Cada sistema individual da vasta gama de produtos da empresa pode ser personalizado de acordo com as necessidades dos clientes. Além disso, a Pixargus também concebe máquinas especiais que utilizam módulos de sistema a partir dos seus produtos regulares.

Como tal, há muito para os engenheiros de design elétrico da empresa fazerem e as suas tarefas já se tornaram muito mais fáceis. Quando Daniel Reinhardt entrou a bordo há cerca de dois anos, introduziu imediatamente o EPLAN Cogineer. A sua razão para isto, em poucas palavras: “Não sou um fã de projetos de copiar e colar e de modelos onde há o risco de carregar acidentalmente erros ao longo da linha”. Com base em muitos anos de experiência, o Diretor Executivo Beaujean também sabe que esta é uma das principais fontes de erros ao criar esquemas elétricos e tem vindo a perseguir consistentemente o objetivo de esquemas configuráveis há muitos anos.

Primeiro passo: desenhos elétricos modulares com macros

É por isso que Reinhardt e os seus colegas de trabalho armazenaram os sistemas em módulos eletrotécnicos, cada um dos quais é guardado como macro no software ECAD. Isto também é utilizado para as opções que os clientes podem escolher. Reinhardt diz: “Desta forma podemos gerar cerca de 90% de cada esquema usando macros”.

Por exemplo, os vários tipos de fontes de alimentação (110 ou 220 volts, ou especificações americanas), o número de câmaras, a fonte de luz (laser, LED, etc.) e outras opções adicionais são todas armazenadas como macros. Os dois engenheiros de conceção elétrica clicam nas macros correspondentes na forma que criaram e depois os esquemas são gerados automaticamente.

EPLAN Software, S.A. – Sucursal em Portugal
Tel.: +351 229 351 336
info@eplan.pt · www.eplan.pt

Para ler o artigo completo faça a subscrição da revista e obtenha gratuitamente o link de download da “Manutenção” nº148. Pode também solicitar apenas este artigo através do emaila.pereira@cie-comunicacao.pt

Outros artigos relacionados

Translate »