Revista Manutenção

Transformação digital na Indústria 4.0

Transformação digital na Indústria 4.0

Transformação digital é um termo extremamente popular hoje em dia. Sabe o que significa concretamente?

A migração para o digital foi acelerada com a pandemia e trouxe consigo um termo que, por vezes, assusta aqueles que não estão familiarizados com ele. Por isso, ao longo deste artigo vai encontrar informação sobre os seguintes tópicos:

O que é a transformação digital?

O tema transformação digital não é necessariamente novo. Não apareceu há pouco tempo. Na verdade, é um termo que já tem sido aplicado à indústria nos últimos 7 anos e é uma realidade que já se vive em vários setores. Mas afinal, o que é?

No sentido lato, a transformação digital é a integração da tecnologia digital em todas as áreas de um negócio. Começou por se traduzir na passagem de todos os registos em papel físico para registos digitais, ou seja, para computador.

A fotocopiadora foi substituída pelo scanner, os faxes por emails e assim sucessivamente, dando lugar à conversão do analógico para o digital. Esta digitalização foi considerada o primeiro passo para a transformação digital, fornecendo uma maneira mais económica, fácil, simples, amiga do ambiente e rápida de guardar toda a informação num só sítio.

Daí, seguiu-se uma mudança na maneira como os negócios são feitos, no seu geral. As tecnologias passaram a ser utilizadas para otimizar e automatizar os processos, aumentando a eficiência e melhorando os resultados obtidos. O software ganhou um peso maior face ao hardware, uma vez que desempenha e integra todas as áreas de negócios e acrescenta valor.

No fundo, a transformação digital é a evolução dos processos e das metodologias tradicionais desenvolvidas ao longo das revoluções industriais anteriores à Indústria 4.0. Não falamos apenas de mudanças a nível logístico, falamos também a nível de cultura, da organização e das operações de uma empresa. Só uma integração de todos estes processos pode levar a uma transformação digital extremamente bem-sucedida.

Contudo, qual é a ligação entre a transformação digital e a Indústria 4.0?

A Indústria 4.0 implica a utilização da tecnologia como um aspeto-chave da estratégia corporativa de uma empresa, tendencialmente relacionada como o fabrico e a distribuição. O que a transformação digital faz é fornecer os elementos tecnológicos para tornar isso uma realidade. Falamos em computação na cloud, análise de dados, inteligência artificial, automação, gémeos digitais, Internet das Coisas (IoT) e conectividade entre sistemas, por exemplo.

A Indústria 4.0 é nada mais do que a quarta revolução industrial. Onde a primeira levou à industrialização, a quarta guia o mundo físico em direção ao digital. Aqui, as máquinas e aparelhos estão interligados, comunicam entre si e podem ser programados para tomar decisões inteligentes. A recolha de dados e a sua análise são o pilar, o que permite uma tomada de decisão mais informada e eficiente. Isto tem implicações desde a cadeia de abastecimento até ao chão de fábrica e o consumidor final.

Impactos da transformação digital na indústria

É vital, para as empresas, a modernização e a transformação dos seus processos, tendo em conta a concorrência nacional e internacional. A transformação digital é, nesse sentido, imperativa para a competitividade e para a sobrevivência num mundo global em acelerada transformação.

Para percebemos bem a sua importância, é necessário compreender os impactos desta mudança digital, sendo eles:

  • a instantaneidade: as informações são fornecidas em tempo real na Indústria 4.0, possibilitando um acompanhamento imediato dos processos, com relatórios cada vez mais ágeis, completos e atualizados;
  • a virtualização: as simulações podem ser feitas no ambiente virtual para que o processo seja otimizado no mundo real, com a utilização de gémeos digitais, por exemplo, que facilitam testes e alterações;
  • a descentralização: a Indústria 4.0 permite tomadas de decisão de maneira descentralizada;
  • a modularidade: resume-se à capacidade de trabalhar em módulos, acoplando e desacoplando etapas, necessidades específicas e operações cada vez mais flexíveis, dando muitas vezes para reaproveitar processos e equipamentos, poupando tempo e dinheiro;
  • a interoperabilidade: graças à inteligência artificial e à IoT, a comunicação acontece entre pessoas, máquinas e fábricas, de maneira a que o melhor de cada sistema se integre, seja mecânico, técnico ou humano.

5 etapas para a transformação digital

Depois de compreender o que é a transformação digital e quais são os seus benefícios, resta agora perceber como é possível pô-la em prática. Para isso, deixamos-lhe 5 etapas a seguir:

1 – Delinear um objetivo

É fundamental perceber quais são as necessidades da sua empresa e quais são os principais objetivos a alcançar com a transformação digital. Pode começar por se questionar como vê a empresa daqui a 10 anos, por exemplo. Estas questões focadas no futuro levam a um processo de transformação digital mais eficaz, uma vez que as tecnologias não são adotadas sem objetivos definidos.

2 – Mudança de mindset

Assim que identificar o motivo que o levou pelo caminho digital, tem de ter a consciência de que tudo vai mudar. A rotina de toda a empresa irá passar por mudanças, o que consequentemente irá obrigar a uma mudança de mindset.

A inovação não vai combinar com a forma como as coisas sempre foram feitas. Irá ser necessário muito planeamento e muita consistência. Do mesmo modo, o desenvolvimento de um pensamento coletivo focado na importância da transformação digital será fundamental.

3 – Caminhar passo a passo

A transformação digital não começa e termina no mesmo dia. Ela é um processo contínuo. Assim, é importante definir metas realistas. Estabeleça prazos para cada fase e vá fazendo a transição passo a passo.

4 – Implementar a tecnologia

Cada objetivo pode ser alcançado de várias formas e utilizando diversas tecnologias. Por isso, na hora de escolher a tecnologia a implementar, assegure-se que ela irá atender às suas necessidades, de acordo com o seu objetivo final.

Por vezes, são necessárias várias tecnologias para responder a um problema só. Na verdade, é possível que algumas delas já estejam implementadas na sua empresa. Contudo, poderá ser necessário adaptá-las e/ou atualizá-las, para que elas gerem os resultados esperados.

5 – Outsourcing de conhecimento

Muitas vezes, a transformação digital não acontece de forma autónoma. É comum que se tenha de recorrer a uma empresa especializada, que vai ajudar a sua empresa a realizar todo o processo de forma mais fácil, eficaz e correta. Assim, é fundamental que procure um parceiro em quem confia, onde credibilidade, reconhecimento e autoridade no mercado são requisitos indispensáveis.

Bem feita, a transformação digital requer uma análise em profundidade de todas as áreas da organização, desde a cadeia de fornecedores até cada um dos clientes finais. Uma avaliação das habilidades e competências de cada processo e de cada colaborador irá ajudar a entender quais são os principais pontos a serem trabalhados e melhorados. É importante salientar que uma das prioridades da transformação digital são as pessoas, sejam elas clientes, colaborados ou fornecedores. Uma boa interação agrega mais valor à empresa.

Translate »