transformadores de potência

Técnicas Para o Prolongamento da Vida Útil de Transformadores de Potência

O presente artigo apresenta numa primeira parte o resumo das técnicas aplicadas para o recondicionamento de transformadores de potência…

O presente artigo apresenta numa primeira parte o resumo das técnicas aplicadas para o recondicionamento de transformadores de potência, incidindo detalhadamente sobre os critérios de selecção de transformadores para recondicionamento, apresentando a experiência da REN nesta matéria nos últimos 10 anos. Numa segunda parte, apresenta-se uma aplicação prática desta estratégia de manutenção, reportando o caso do recondicionamento de dois transformadores 150/60 kV, 126 MVA, com degradação elevada e sobreaquecimentos na cuba principal devido a problemas relacionados com o circuito magnético. Este caso prático inclui a aplicação dos critérios de selecção, restrições locais e de rede, diagnóstico completo para estimativa da vida útil restante e análise técnico-económica para suporte à decisão de recondicionamento e reparação.

Introdução

Recentemente, as questões relacionadas com a extensão da vida útil dos equipamentos de alta tensão têm estimulado interesse elevado, resultante do número crescente de equipamentos que atingem hoje o final da sua vida útil (‘design life’). Esta preocupação surge num contexto de pressão económica sobre os custos de manutenção, especialmente para transformadores de potência, uma vez que se tratam dos equipamentos com o maior custo de aquisição e de maior importância para a rede.

Algumas actividades de manutenção são realizadas com base no seu estado (CBM – Condition Based Maintenance). Nestes casos, as actividades de monitorização assumem uma maior importância, uma vez que possibilitam a prevenção de falhas maiores, suportam o adiamento de algumas intervenções e permitem a selecção de transformadores que necessitam de uma intervenção mais profunda, nomeadamente o recondicionamento. Através do recondicionamento é possível prolongar a vida útil de cada unidade por alguns anos. No entanto, em casos onde a degradação dos isolantes sólidos é mais avançada, verifica-se a necessidade de avaliar o seu estado com maior rigor através da realização de ensaios adicionais, pois o recondicionamento poderá não ser tecnicamente viável ou eficaz.

No âmbito do presente artigo apresentam-se ainda as etapas principais do recondicionamento de dois transformadores instalados na Subestação de Fernão Ferro, que estiveram em serviço durante vários anos com sobreaquecimentos na cuba principal e um regime de carga elevado. Estas condições aceleraram a degradação do papel isolante e foi possível verificar a influência no envelhecimento dos transformadores através dos ensaios realizados ao papel isolante. Estas análises foram determinantes para validar a viabilidade económica do recondicionamento.

Jorge Filipe Martins e Pedro Monteiro

REN- Rede Eléctrica Nacional, S. A.
Divisão de Exploração
Tel.: +351 220 011 600 · Tlm.: +351 968 573 565

Para ler o artigo completo faça o download gratuito da revista “Manutenção” nº109. Verifique o seu email após o download. Pode também solicitar apenas este artigo através do emaila.pereira@cie-comunicacao.pt

      Selecione as sua(s) área(s) de interesse

      Utilize a tecla Ctrl para selecionar mais que uma opção

    Outros artigos relacionados