Porto de Leixões em programa de inovação

O Porto de Leixões integra a 1.ª edição do programa de inovação do setor portuário, Bluetech Accelerator. Em parceria com a empresa Beta i, a infraestrutura portuária estará, durante 9 meses, a ser palco da criação de um produto piloto na digitalização para modernizar e aumentar a eficiência deste porto. A APDL foi pioneira na iniciativa que consolida o conceito de ‘Porto Inteligente’, traduzindo-se num modelo de negócio portuário mais eficiente, ágil, rápido, seguro e sustentável.

O programa Bluetech Accelerator foi apresentado pela Ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, numa cerimónia que distinguiu a Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo (APDL) com o galardão Bluetech Pioneers.

Com início para janeiro de 2019, o programa vai avaliar as necessidades de inovação do Porto de Leixões e apresentar estratégias e ferramentas que melhorem a performance da atividade portuária, com base em tendências como a IoT-Internet of Things, Big Data, Blockchain, Inteligência Artificial, automação dos terminais, automação dos navios, robótica e Impressão 3D.

O Bluetech Accelerator está integrado na Estratégia para o Aumento da Competitividade da Rede de Portos Comerciais do Continente levada a cabo pelo atual Governo que, entre outras iniciativas e investimentos, objetiva a conceção de Port Tech Clusters para a criação de valor na economia do mar. O Bluetech Accelerator resulta do protocolo ‘Portugal Ocean Program’ celebrado entre o Ministério do Mar e a Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta