Acreditação do IPAC coloca o Laboratório de Radioatividade Natural da FCTUC na vanguarda da Península Ibérica

O Laboratório de Radioatividade Natural (LRN) do Departamento de Ciências da Terra da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC) é o primeiro laboratório da Península Ibérica a obter acreditação da Norma ISO 17025 (norma internacional para a padronização de ensaios e calibração). Esta norma avalia todos os parâmetros radiológicos que permitem responder à globalidade das exigências impostas pela União Europeia sobre a proteção contra os perigos da exposição a substâncias radioativas naturais. Este selo de qualidade de referência atribuído pelo Instituto Português de Acreditação (IPAC), o organismo de acreditação em Portugal, resulta de um complexo e exigente processo.

Com esta acreditação Portugal deixa de ter de recorrer a laboratórios estrangeiros para a realização de alguns ensaios porque o LRN da FCTUC responde a todos os parâmetros radiológicos que estão contemplados na legislação mais recente (diretivas comunitárias) sobre a radioatividade natural. Permite ainda criar um polo de excelência na área da Radioatividade Natural – presente no ambiente e com origem em elementos naturais (água, ar, materiais de construção, entre outros) – para contribuir para o desenvolvimento científico e tecnológico de práticas sustentáveis que protejam a saúde das populações.

O Laboratório de Radioatividade Natural da FCTUC, cuja génese remonta a 1999, está atualmente envolvido num trabalho de remediação ambiental de minas de urânio pioneiro a nível mundial, centrado na recuperação das habitações dos antigos mineiros da Urgeiriça, bem como um estudo relativo à qualidade radiológica das águas de consumo do país.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta