Spinerg: Shell lança tecnologia que converte gás natural em óleo de motor do futuro

Poupanças de combustível e de lubrificante, elevado desempenho a temperaturas extremas e proteção contra depósitos – eis os pressupostos que, após 40 anos de investigação e mais de 3500 patentes, a Shell conseguiu alcançar com a tecnologia PurePlus. O processo revolucionário, que permite converter gás natural num óleo de base sintética de elevada qualidade e completamente cristalino, surge incorporado em várias gamas de produtos como a Shell Helix para viaturas ligeiras, e Shell Rimula para pesados mas também em produtos destinados à Indústria. O aumento da população mundial e a escassez de recursos energéticos planetários, aliados a uma exigência cada vez maior do consumidor relativa à utilização de energias limpas e sustentáveis, levou a Shell a orientar os seus investimentos em I&D para o desenvolvimento de produtos que correspondam a estas tendências. No caso dos lubrificantes, acrescem ainda os desafios normativos colocados pelos fabricantes de equipamentos, sejam eles de automóveis, maquinaria industrial ou veículos pesados.

A tecnologia Shell PurePlus, patenteada pela Shell “é revolucionária, além de proporcionar desempenhos mais amigos do ambiente e sustentáveis”, como salienta Gustavo M. Guimarães, Presidente do Conselho de Administração da Spinerg, macro-distribuidor da Shell em Portugal desde 2010. O Shell Helix Ultra destaca-se pelas seguintes caraterísticas: ajuda a proteger os motores de elevado desempenho contra depósitos nocivos que prejudicam a potência e o desempenho. Com base nos resultados de testes de sujidade sequência VG, utilizando Shell Helix Ultra OW-40, a marca afirma que nenhum outro óleo limpa melhor o motor de um automóvel; a baixa viscosidade e a formulação de baixa fricção proporcionam uma poupança de combustível de 3%, segundo os resultados de economia de combustível ACEA M 111 comparados com o óleo de referência na indústria; a tecnologia Shell PurePlus tem um desempenho elevado a temperaturas extremas, favorecendo o arranque a frio, quando comparado com óleos de viscosidade superior; e o teste de volatilidade NOACK e os requisitos do equipamento dos OEM (Original Equipment Manufacturer) permite concluir que a baixa volatilidade da tecnologia Shell PurePlus permite uma menor necessidade de realizar atestos de óleo.

O Shell Rimula protege até 56% mais contra o desgaste do motor e limpa até 34% mais os êmbolos, pelo que reduz automaticamente os custos de manutenção. Permite uma poupança de combustível de mais de 2%, já que reduz a energia desperdiçada em aplicações diárias. Destaca-se ainda pela redução de emissões, uma vez que o sistema de aditivos com baixo teor de cinzas ajuda a reduzir o entupimento de filtros, o que diminui o consumo de combustível e mantém o controlo do desgaste e de depósitos; e aumenta os intervalos de mudança de óleo para até 150 000 Km, já que oferece durabilidade traduzindo-se numa possível redução na inatividade dos veículos. De referir que a introdução das gamas de produtos que têm incorporada esta tecnologia será feita de modo gradual no mercado português. Um mercado que, segundo Gustavo M. Guimarães “é prioritário para a Shell”.

www.spinerg.com

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta