Braga com sistema automático de recolha de lixo

O Município de Braga vai acabar com o depósito do lixo em sacos na rua com a implementação de um sistema de recolha de resíduos inovador em Portugal. De acordo com notícia avançada pela TSF, grande parte do investimento de 6,2 milhões de euros foi canalizado para a aquisição de superestruturas de recolha e de lavagem de contentores, que permitem concretizar o processo em cerca de 1 minuto.

Com o sistema automático integrado, os camiões agora adquiridos utilizam sensores para detetar e manejar os contentores sem que seja necessário o condutor sair da viatura. Recorrendo a viaturas específicas, os contentores serão lavados e higienizados, regularmente, no próprio local. Será também possível a colocação do lixo a qualquer hora do dia, sem constrangimentos de horário, e os contentores vão estar a uma distância máxima de 100 metros de cada casa.

Ao todo, serão distribuídos 4400 contentores pelo concelho de Braga, até setembro, substituindo o modelo de colocação de sacos na rua e eliminando assim este impacto negativo ambiental.

O novo sistema dispensa a intervenção de mais do que um funcionário por camião, o que significa que será eliminada a função dos conhecidos “homens do lixo” que se encarregavam de proceder manualmente à recolha do lixo. Isto não significa, porém, que serão dispensados, garante Rui Morais, administrador da AGERE, empresa responsável pela recolha de resíduos, detida maioritariamente pela Câmara Municipal de Braga, revelando que “os cantoneiros que andavam na parte detrás dos camiões, o que era um problema na medida em que estava na origem de muitos acidentes de trabalho, serão colocadas na varredura urbana”. Além dos contentores e dos camiões, a empresa investiu ainda perto de um milhão de euros em sistemas complementares de separação de lixos no centro histórico de Braga.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta