Bolsa de emprego para 28 mil vagas na indústria

No âmbito do Dia Nacional da Manufatura, a iniciativa da Prodsmart pretende ajudar indústria portuguesa a preencher vagas de emprego, resultado da análise de uma necessidade de 28 mil funcionários (só nas indústrias da metalurgia e da metalomecânica). Assim, foi lançada hoje, 5 de março, uma Bolsa de Emprego para reunir as oportunidades existentes na indústria e ajudar as empresas a recrutar. Esta bolsa abre 40 vagas em mais de 10 empresas de norte a sul do país, para funções de soldadura, serralharia ou costura, entre outras.

A Secretária de Estado da Indústria, Ana Lehman, apoia a iniciativa e salientou o “inegável desencontro entre a oferta e procura em vários segmentos do mercado de trabalho. Apesar da boa evolução registada na taxa de desemprego, ainda persistem muitas pessoas por colocar. Por outro lado, as empresas [nomeadamente industriais] referem a dificuldade de contratar recursos humanos para fazer face ao volume crescente de encomendas. Todas as iniciativas que promovam que a oferta se aproxima à procura são bem-vindas. Por esta razão a Secretaria de Estado da Indústria apoia ativamente este projeto”.

1 Comentário

  1. Propaganda política no seu melhor. Uma bolsa de emprego para preencher 28.000 vagas, e arranca com 40 ofertas de trabalho? A matemática é cruel, mas não engana: Para preencher 28.000 vagas, seria necessário esses senhores colocarem 1.400 pessoas por ano (isso implica trabalho) e ainda assim, seriam necessários 20 anos (!!!) para concretizar o que anunciam.

Deixe uma resposta